sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

Watching your own life

Ás vezes sinto-me uma mera espectadora na minha vida e isso é bastante desconfortável. Não gosto quando as coisas me fogem ao controle.

6 comentários:

Gui wings disse...

como te percebo...e não sentes que de uma forma estranha os outros tem muito mais vivências que nós? (talvez eles tenham só garganta, mas...)

beijo

Hum... disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Catarina disse...

Sinto exactamente o mesmo que vocês as duas.

Ás vezes acho que as pessoas mais novas fazem as coisas mais cedo porque agora é assim e vai sendo cada vez mais cedo. Outras vezes acho que não aproveitei tudo o que tinha a aproveitar em certas alturas, não fiz coisas que podia ter feito e agora sinto-me parva a ouvir pessoas com menos 5 anos que eu a dizer que fizeram isto e aquilo, coisas que na idade delas nem me passava pela cabeça fazer, e que ou nunca fiz ou fiz muito mais tarde.

Hum... disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
kris disse...

infelizmente conheço tão bem essa sensação...parece que as coisas acontecem e não as sinto, as boas e as más...estou sempre à espera daquilo que persegui estes anos todos...mas chego à conclusão que a vida passou-me ao lado...

sensação estranha não é?

beijo*

Alexandra disse...

Eu e essa ensação andamos sempre de mãos dadas, quais melhores amigas. And it sucks!
Beijinho*