quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Prazo de validade

As pessoas na minha vida têm prazo de validade. Chega a um certo ponto e puff, desaparecem. Acho que já cheguei à conclusão que é um problema meu, que sou eu que as afasto, que não as deixo permanecer na minha vida. Ou pelo menos é a única explicação que encontro, sinceramente não sei, geralmente não me dão explicações apesar de eu as querer. Gostava de conseguir manter as pessoas na minha vida, de forma a ela ser mais estável, gostava de manter certas amizades que perdi ao longo do tempo, pessoas que foram importantes para mim e que hoje já nem me lembro ao certo do que é que tinhamos em comum para sermos amigos. Não sei se isto acontece com toda a gente mas comigo é bastante frequente, tenho sempre aquela sensação de que sou "abandonada" porque não sou interessante o suficiente ou porque não dei o suficiente de mim para as amizades durarem. Mas agora digam-me: como é suposto eu dar-me às pessoas e confiar nelas se, mais cedo ou mais tarde, elas desaparecem da minha vida? Acho que é um ciclo vicioso dificil de quebrar.

2 comentários:

AD disse...

As pessoas vão passando pela nossa vida, há as que simplesmente passam, há as que deixam marcas, mais ou menos vincadas, e há as que chegam e ficam sempre connosco e se tornam parte da nossa vida.

Essas pessoas especiais aparecem quando menos esperamos.

Acredita, vais ter essas pessoas especiais a preencher a tua vida.

Hum... disse...

É normal isso acontecer, penso que toda a gente se sente assim em determinada altura da vida.

Com o passar do tempo apercebes-te que quem se afasta não faz falta e que as pessoas verdadeiramente importantes começam a aparecer.

Até lá, faz a tua vida, e sobretudo não te deixes ir abaixo por causa desse tipo de coisas, acredita na pessoa que és.

Bah, não tenho grande jeito para este tipo de coisas, força aí miúda*